Persona: descobrindo quem é o seu cliente e do que ele precisa

É claro que conhecer o seu cliente em potencial é fundamental para se comunicar, mas você sabia que só isso não basta para vender mais?

Desenvolver uma estratégia com informações apenas sobre os seus possíveis compradores pode ser um tiro no pé porque você desconsidera questões importantes como o que fazem, do que precisam, qual a idade, gênero, hábitos e características específicas. É justamente aí que entra a necessidade de trabalhar uma persona.

Parece complicadinho, mas vamos explicar. Continue a leitura deste artigo!

Qual a diferença entre persona e público alvo?

Com certeza, você já ouviu o termo público-alvo, que é quando você pensa de maneira abrangente em um grande número de pessoas que pode adquirir o seu produto ou serviço. Nesse caso, você considera principalmente questões demográficas e socioeconômicas.

Por muito tempo esse pensamento de que o público-alvo era o mais importante foi utilizado para definir quem seriam as pessoas atingidas por uma campanha de marketing, mas hoje já se pensa em outros direcionamentos devido a era digital, informação e consumidores mais exigentes.

Agora, as empresas querem entender os clientes mais a fundo para que realmente atinjam as pessoas certas e é justamente nesse ponto que entra a definição de uma persona.

Criar uma persona nada mais é que montar perfil semifictício de um cliente com as condições ideais para comprar o produto ou serviço da empresa. Para saber disso, é necessário compreender que ele ou é e do que precisa, indo muito além das informações do público-alvo.

Como aplicar o conceito de persona em minhas estratégias de marketing digital?

Se você chegou até esse artigo é porque tem interesse em uma boa estratégia de marketing digital. Então, reforçamos que, para isso, é necessário se basear no público que você deseja atingir.

O consumidor deve estar realmente no centro das atenções e a comunicação precisa despertar o interesse deles. Você se lembra que falamos que a persona deve ser bastante completa? Pois é justamente para haver vínculo, conexão e empatia entre a sua marca e o cliente, possibilitando uma segmentação focada e que alcança os resultados esperados.

Sem a criação de uma persona, ou seja, uma figura tão real quanto um personagem de verdade, fica difícil ter informações suficientes para saber qual a melhor estratégia a ser seguida. Não é possível saber a melhor ideia de conteúdo a ser criado, quais os tipos de iscas digitais ou qual rede social escolher, por exemplo. Isso porque você não sabe onde o seu potencial cliente realmente se encontra.

Trabalhando uma persona, você terá informações muito mais conclusivas sobre o seu público, o que facilita muito as estratégias de marketing digital. A partir do momento em que você sabe com quem está falando, pode criar uma comunicação personalizada, relevante e se aproximar de quem realmente importa.

Mas não é só isso, uma persona facilita entender qual a melhor linguagem a ser utilizada, em quais formatos, sobre quais assuntos, quais as palavras-chave, quais os melhores momentos para oferecer o produto ou serviço e outras coisas fundamentais para a estratégia de marketing digital.

Como criar minha persona?

Chegamos até aqui, agora é a hora de aprender a colocar a mão na massa e descobrir qual a persona da sua empresa. Para isso, é preciso pensar nas perguntas certas, para não resultar apenas em um “achômetro” e sim em uma pessoa que reflita a realidade.

Esse planejamento fará com que você entenda muito melhor o seu cliente. Vamos para alguns exemplos de perguntas:

  • Trabalha com o que?
  • Quais os principais objetivos no trabalho?
  • Quais as maiores dificuldades para alcançar esses objetivos?
  • Quais as principais responsabilidades?
  • Um pequeno histórico com idade, nacionalidade, estado civil e filhos.
  • Onde costuma fazer compras?
  • Faz compras online?
  • O que faz para se divertir?
  • Utiliza redes sociais com qual frequência?
  • Utiliza a internet com interesse em que?
  • Qual o maior sonho?

Um exemplo de persona é: Paulo tem 30 anos, formado em gestão comercial em uma pequena empresa. Ganha entre R$ 3 mil e R$ 5 mil, é casado e tem um filho. Gosta de comprar livros e acessórios pela internet, já tem um gasto mensal separado para isso e está sempre atento às novidades. A principal dificuldade na hora da compra é o frete, por isso, sempre busca a melhor promoção para adquirir os produtos. Utiliza as redes sociais para saber mais de moda, literatura e cinema. Mora em Maringá e sai toda semana com a esposa para restaurantes e bares. É um influenciador na sua equipe de trabalho e sabe como liderar pessoas.

Agora você já sabe a importância da persona como ferramenta poderosa do marketing digital. Sem dúvida, vai te ajudar muito a aperfeiçoar o público-alvo e a alcançar os seus resultados. Se tiver qualquer dúvida, estamos à disposição. Entre em contato pelo site, redes sociais ou aqui pelos comentários do blog.

Até a próxima! 😉

Jornalista, copywriter (mas pode me chamar de redatora também!) e crítica de cinema. Apresenta há 3 anos o Cine CBN, da CBN de Maringá, e escreve sobre cinema para blogs e outros veículos. Chora em O Rei Leão, sonha com a Nicole Kidman e reza para a santa Cher. É pós-graduanda em marketing digital e docência do ensino superior.